Hortinha Vertical

 

Engana-se quem pensa que só é possível ter uma horta quem mora em casa, com bastante espaço e mais ainda, muita disponibilidade de tempo. Na realidade, basta ter um espaço, por menor que seja, basta querer e separar alguns minutos.

Há aproximadamente 01 ano atrás vi uma matéria sobre hortas verticais e me interessei muito, fiquei fascinada com a possibilidade de ter temperos frescos em casa e principalmente, comecei a imaginar meu filho me ajudando no momento dos cuidados. Demorei, li várias matérias, assisti vários vídeos, tudo isso para ter certeza que seria viável a minha tão sonhada hortinha vertical, e estou apaixonada pelo espaço que estou montando no meu “apertamento” de 70m², e a vida que estou trazendo para o meu lar.

Acho lindo aquelas casas cheias de flores e plantas. Aqui as flores nunca foram para frente, eu trabalhava muito e não conseguia nem lembrar que aquele serzinho que é vivo precisava de água, mas, mesmo hoje com a rotina super puxada, sei que conseguirei cuidar muito bem de todas as plantinhas, já que passo mais tempo em minha do que antes.

Então vamos lá!

Minha sacada é bem pequena, sendo assim, minha hortinha é vertical mesmo, meu filhote é super curioso, e adora trabalhos manuais e um deles é arrancar folhinhas das plantas, então, para que ele não arranque as folhas fora de hora, coloquei numa altura que ele não alcança sozinho.

Para minha horta comprei:

-> Suporte para 3 vasos, para esse primeiro momento, pois logo comprarei mais outro.

-> Comprei 3 vasinhos com as hostaliças, que são eles: Hortelã, Manjericão e Alecrim

Sobre eles:

alecrim

hortela

manjericao

Não comprei as mudinhas porque sou ansiosa, mas para os próximos comprarei para ver o processo desde o início.

Já tenho em casa um vaso de erva cidreira, ganhei do meu sogro há alguns dias atrás e isso que me motivou a finalmente colocar a mão na massa.

fi

Basicamente o que você precisa saber para ter uma horta caseira:

-> Instalar sua hortinha onde bata sol de no mínimo 3hs, preferencialmente de manhazinha ou fim da tarde, com raios solares diretamente na horta.

-> Para pequenos espaços, o ideal são plantas com cuidados simples, por isso é importante que você pesquise sobre as espécies antes de planta-las, principalmente para identificar as que se desenvolvem melhor em pequenos espaços.

-> Para o sucesso do cultivo de sua horta doméstica, é preciso dedicar algum tempo às plantinhas. Poucos minutos diariamente ou a cada dois dias são suficientes para garantir o desenvolvimento saudável dos temperos ou hortaliças.

-> Nesta “inspeção” rotineira, examine a umidade da terra e observe se não há insetos ou pragas sobre as folhas ou o solo.

-> Para saber se precisa aguar, vale a recomendação de colocar o dedo no substrato, pressionando um pouco a superfície ou mesmo introduzindo-o minimamente na terra. Se ainda estiver úmido, não regue. Se estiver seco, irrigue diretamente o solo.

-> Para as folhas, o borrifo uma vez por semana é suficiente. Fonte: Uol Mulher

Mais informações:

Para cultivar uma horta sem produtos químicos, é indicado fortalecer a terra com adubo natural, que pode ser feito a partir dos resíduos orgânicos produzidos em casa, como restos ou partes estragadas de frutas, legumes e outros alimentos, além de papel e folhas secas. (Fonte: Época)

Cada planta tem a sua particularidade e o seu tratamento, por isso é super importante se informar no momento da compra ou em pesquisas na internet para cuidar de forma correta.

Dicas de pequenos cuidados:

dicas_hortas (1)

 

 

Imagem daqui

Em umas das leituras, achei esse trecho de uma matéria na Época: Além de divertida, a jardinagem caseira é uma atividade saudável. Estudos da Federação de Fazendas Urbanas e Hortas Comunitárias do Reino Unido afirmam que a prática pode aguçar o apetite, evitar a insônia e beneficiar os sistemas respiratório e cardiovascular. O consumo do que é produzido na jardinagem também traz bons resultados para o corpo. Segundo a nutricionista funcional Regina de Oliveira, a horta caseira pode ajudar a melhorar a nutrição de toda a família. “Alimentos cultivados em casa, sem agrotóxicos, apresentam maior quantidade de fitoquímicos e concentração de nutrientes”.

Aliás, se você realmente tem interesse em ter uma horta caseira, sugiro a visita nesse link http://www3.globo.com/vida/noticia/2013/04/como-cultivar-uma-horta-caseira.html, em uma única pagina poderá encontrar dicas valiosas.

Alguns benefícios que meu filho terá com essa iniciativa:

-> Conscientizar sobre a valorização e cuidado do meio ambiente.

-> Observar o desenvolvimento de um ser vivo.

-> Ter responsabilidade nos cuidados com esses seres, tais como, dar água para plantinha, dar alimento para a plantinha (adubo), entre outros.

-> Dar a ele a oportunidade de consumir um alimento saudável cultivado em sua própria casa. Já até imagino ele, quando crescer, contar para os amiguinhos .

-> Um momento de cumplicidade entre meu filho, eu e a natureza.

E os meus benefícios sem duvida serão: terapia, relaxar enquanto mexo com as plantinhas e terra, sem duvida vai descansar minha mente, já que estarei concentrada nesse momento.

Atenção: sempre que apresentar algo novo para seus filhos, vá devagar. Algumas ervas medicinais contêm contraindicações, principalmente se a criança tiver algum tipo de alergia.

Se você já tem hortinha em casa, compartilha aqui suas experiências e dicas, se você ainda não tem, espero poder te inspirar!

Está rolando um sorteio da NUK aqui no blog, saiba mais aqui!