Casa segura – prevenindo acidentes

Casa segura, um assunto que vai nos alertar, já que cada vez mais as evidencias mostram que, se preocupar com a segurança do lar não é ser exagerada, neurótica ou louca, e sim prevenida, principalmente quando se tem filhos.

Recentemente vi dois casos, o primeiro foi de uma menina de 04 anos, pela janela do banheiro, e não é o primeiro que vejo dessa forma. O segundo, foi o caso que repercutiu o mundo, dos meninos gêmeos que estavam brincando quando uma comoda caiu em cima de um deles.

Há algum tempo já penso em escrever sobre isso, mas depois desses fatos, fui em busca de algumas informações para avaliar a minha casa. Então, por que não dividir com vocês e alerta-los? Afinal, esse site é para isso, para nos ajudar.Para falar de casa segura, eu pensei em várias possibilidades e em vários tipos de lares ,  pensei também em como eles são criativos, e por mais maluco que pareça tal dica aqui, não podemos nunca subestimar o pensamento de uma criança. É importante que você compartilhe essas informações com mais pessoas.

Vamos lá!

Móveis, prevenir risco de tombamento

Recentemente o mundo viu o caso dos irmãos gêmeos que, enquanto estavam brincando, a cômoda caiu em cima de uma deles. Graças a Deus o irmão conseguiu ajudar, mas esses riscos podem ser amenizados com as seguintes medidas:

O móvel pode ser fixado na parede, mas também ele não precisa ter os pés tão alto como o da foto, pois isso facilita a queda.

Segundo uma publicação do Inmetro no facebook, somente nos Estados Unidos, levantamento realizado entre 2011 e 2013 revelou que o tombamento de móveis foi responsável por 430 fatalidades. Adicionalmente, 81% dos acidentes fatais ocorreram no ambiente doméstico, sendo 42% nos quartos, e cerca de 80% das vítimas fatais tinham entre 1 e 5 anos de idade

Janelas

Sei que é obvio, mas não custa falar que, se sua janela não tiver grade, precisa ter tela, e mais, não deve esquecer que as telas tem prazo de validade. Mas tem uma janela que sempre fica esquecida, a do banheiro.

Recentemente houve uma fatalidade na região que eu moro, com uma criança de 04 anos, pela janela do banheiro. Não foi o primeiro caso que eu vi, mas agora, que meu filho está crescido, tomei vergonha na cara e fui resolver.

Se sua janela não tiver como colocar tela, coloque o limitador, independente da criança ter fácil acesso ou não, já que a criatividade deles não tem fim. Já na mídia casos de crianças que infelizmente levaram cadeiras para o banheiro.

Eu comprei um limitador parecido com esse, e estou aguardando a pessoa vir instalar. Paguei R$57,00 no Leroy Merlin.

Cortinas tipo persianas ou qualquer outra possua cordão:

Nunca imaginei que isso pudesse ser um risco, até ter filhos.

Por isso, não compre cortinas com cordão, e caso já tenha, use enrolador de cordão. Se for cortina comum da para cortar, e jamais deixe o berço perto da cortina, pois se optar por enrolar, a criança pode ter acesso.

Produtos de limpeza e demais produtos tóxicos:

Não deixe ao alcance das crianças, se optar por deixar em armários, coloque travas. Existem diversos modelos no mercado, pesquise, faça testes, pois existem alguns que não funcionam.

Em caso de exposição a produtos químicos, ligue para o departamento de intoxicação 0800-722-6001. 

Piscina:

Esse já é bem manjado, mas infelizmente ainda acontecem acidentes. Nesse caso, prefira colocar cercas de pelo menos 1,5 metro, e eu ainda colocaria capas ou telas, ou alarme, vai saber né?! Você também pode consultar empresas especializadas que, com certeza vai sugerir o que oferece mais segurança para a sua família.

Escadas:

Crianças são imprevisíveis, então, mesmo que ela esteja acostumada com a escada, deixe-a segura com telas, pelo menos. E caso queira limitar o acesso da criança sozinha, coloque portãozinho.

Essa escada foto tem grade e tela.

Alguns outros detalhes que fazem diferença.

Fios de eletrodomésticos e diversos:

Para evitar enforcamento ou choques, deixe os fios enrolados com organizador de fios, ou até  mesmo com aqueles “trequinhos” que vem no saco de pão.

Tomada

Não da para vacilar, os dedinhos curiosos sempre vão na tomada, por isso, é preciso colocar protetores.

Banheiro

Deixe tudo fora de acesso, e se puder deixar sempre a porta fechada, melhor! Aqui em casa foi assim, pois morro de medo do vaso sanitário. Para o vaso existem travas a venda também.

Cozinha:

Tampas para dentro do fogão, para que a criança não tenha alcance. O ideal é não deixar que a criança fique sozinha nesse ambiente. Aqui em casa eu coloquei portão na porta.

As gavetas que possuem facas e demais objetos pontudos, não podem ser esquecidos. Nesses casos, o ideal é colocar travas nas gavetas, ou usar portão para impedir o acesso da criança.

Lavanderia:

Atenção com as tampas das maquinas de lavar e produtos tóxicos. Aqui também vale a pena investir em travas de portas, da maquina, e não deixar nada ao alcance da criança.

Portas:

Quando eu comprei o meu apartamento, a antiga moradora nos alertou que o seu filho havia quebrado o dedo na porta, que fechou com o vento forte. Ainda não tínhamos o Filipe, mas na época meu enteado tinha 12 anos. Desde então colocamos travas na porta.

Existem diversos modelos: de chão, de parede, e até mesmo de marcas que oferecem diversos produtos para segurança da criança. Encontra-se facilmente em lojas para artigos de casa e lojas de produtos infantis.

Baldes e bacias:

Evite deixar próximos das crianças, principalmente com água. Por menor quantidade que seja, existe risco de acontecer afogamento, o famoso afogamento secundário. Esse tipo acontece quando uma pequena quantidade é aspirada, e consequentemente pode causar dificuldade para respirar e até mesmo asfixia. Baldes e bacias de preferência sem fácil acesso.

Garagem:

Não permita que as crianças brinquem nesse local, e se possível, evitem guardar os seus brinquedos nesse ambiente, justamente para elas não precisem ir até lá.

Deixe o carro sempre trancado  e com a chave fora do acesso, principalmente dos maiores.

 

Essas são as minhas dicas, você tem mais alguma para acrescentar? Você acrescentaria mais alguma? Juntos podemos ajudar mais famílias.

Agora é tomar as devidas medidas e orar muito para que Deus sempre proteja nossos bens mais preciosos, nosso filhos!

Beijos!

Lívia