Retrospectiva primeiro ano escolar – 2016

Mais um ano escolar começando! O segundo ano escolar do meu menino que está crescendo cheio de sonhos, vontade de viver e foi para o jardim 02. Hoje me peguei mais uma vez pensando sobre o primeiro ano dele na escola, e lembrei-me das diversas perguntas que já recebi.

Eu já queria deixar registrado aqui e compartilhar com vocês o primeiro ano escolar do Filipe, mas depois que ele entrou de férias, eu também entrei, e por mais que quisesse ter falado sobre isso antes de 2016 acabar, a prioridade de curtir e aproveitar o tempo dele e com ele foi mais forte. Sei que vocês entendem!

Antes de começar só falar para vocês registrarem todos os momentos, cada fase, cada tudo. Olha só que mudança em 01 ano. :O

Agora vamos lá ao assunto.

Vou tentar falar da forma mais objetiva e direta o possível, sem estender muito o texto. Me desculpe se eu não conseguir.

Vou começar falando da principal pergunta: por que esperei tanto para coloca-lo na escola?

Quem nos acompanha há mais tempo nas redes sociais sabe que Filipe foi para a escola ano passado, com 03 anos 03 meses. Eu queria ter colocado antes, cheguei a visitar as escolas, inclusive a mesma escola por várias vezes, mas meu instinto de mãe sempre falou para esperar o tempo certo. Mesmo as pessoas dizendo que ele precisava da escola para desenvolver, socializar, aprender coisas que eu jamais poderia ensinar, mesmo assim, resolvi esperar, esperar a nossa hora certa dentro do limite de idade.

Cheguei a ser chamada de egoísta, que ele ficaria extremamente mimado por ficar somente comigo (e com o pai). Que eu estava atrapalhando ele de desenvolver, e muitos blás blás blás.

Sempre foi bem sociável, bem comunicativo, sempre gostou de pessoas e sempre tomou a iniciativa. Fazíamos muitas atividades em casa, como forma de brincadeira. Então, optei por seguir meu instinto e hoje só tenho certeza que tomei a decisão mais que certa de ter colocado Filipe na escola com essa idade.

A escolha da escola e horário

Eu optei por uma escola menor, de bairro, e acolhedora. Ela é do lado da minha casa e eu já tinha boas referencias de alguns moradores do meu condomínio. Depois que ele iniciou surgiu a duvida se  havia feito a escolha certa, mas com o passar dos meses fui tendo a certeza da escolha ser certa.

O período escolhido foi o da manhã – das 8h às 12h, e o motivo chama-se ROTINA. Tínhamos uma rotina bagunçada, Filipe dormia tarde, e mesmo tentando tudo que é dica e técnicas, nunca consegui mudar. Então resolvi nos condicionar a acordar cedo, e foi a melhor decisão para a nossa família. Percebo que aproveito mais o resto do dia com ele, já que trabalho, resolvo compromissos e faço as tarefas domesticas pela manhã. Distribuo as funções ao longo da semana e tento ter foco para dar conta. Tem semana que consigo fazer tudo e tem semana que não, mas o problema sou eu. rsrs

Com esse horário Filipe passou a dormir no máximo às 21h durante a aula, um sonho antigo sendo realizado. Rsrs

Ah, em março eu estendi o horário dele da escola, 2x na semana. Então, nesses dois dias ele sai às 14h.

Sobre a adaptação

Filipe ficou exclusivamente comigo (e com o pai) nesses quase 04 anos. Foram pouquíssimas as oportunidades que ele teve de ficar com outra pessoa, e quando aconteceu foi com a avó paterna. Não, não sou super protetora, mas como disse, não temos quem nos ajude. Minha família mora em outra cidade, e minha sogra já não tem idade para ficar com ele sozinha com frequência. Então nos resolvemos assim. Sinto muito a falta de ter com quem contar em uma emergência, mas já nos acostumamos com essa rotina e damos conta.

Como disse, Filipe sempre foi sociável e comunicativo. Sempre fez amizades de maneira rápida e fácil, ele adora papear, brincar e se divertir, então eu já estava bem segura com essa parte da adaptação.

A escola é ao lado da minha casa, e como ele estava com quase 04 anos, a diretora indicou que ele fizesse o horário completo com os amigos e se necessário ela me ligaria. Não precisou, e quando eu fui busca-lo ele não queria vir.

Essa foto fala por si só. hahahahaha

A diretora avisou que, ele poderia chorar nas próximas semanas, mas isso nunca aconteceu, pelo menos não pela adaptação da rotina escolar.

Novidades que vieram com a escola

Filipe entrou na escola usando fralda. Desde os 02 anos e meio eu tentei tirar, mas sempre sem sucesso. De tempo em tempo eu retomava e nada, mas contei aqui nesse post que ele desfraldou do dia e noite com o início e apoio da escola.

Quando eu o matriculei estava tentando desfralda-lo, mas ele estava ficando com traumatizado na hora de fazer coco, então, a coordenadora indicou parar o processo, e que eles me dariam esse suporte. Que ele provavelmente iria se interessar por ver os amigos indo ao banheiro.

Assim foi, com sucesso! Leia mais aqui: desfralde diurno e desfralde noturno.

Eu tinha preocupação com as regras, pois elas seriam mais rígidas com que em casa, mas ele tirou de letra e não teve dificuldade para se adaptar.

Filipe fez novos amigos, e criou um apego com eles. No primeiro ano escolar da sua vida, ele já planejou vários encontros com os amigos: festa do pijama, passeio no shopping para brincar, pic nic, sessão de filme e muito mais. Nenhum desses foram concretizados, mas já estou me preparando para essas possibilidades esse ano. Só quero ver!!! Rsrsrsrs

Não fui chamada na escola, mas soube que ele ficou de “pensamento” umas 03 vezes em função de brincadeiras inapropriadas. Mas nada demais.

Filipe nunca teve problemas para aceitar alimentos mais saudáveis, aqui é o contrário, mas ele passou a comer mais com a chegada da escola. Ele almoça na escola 02 x na semana ou sempre que preciso, então acho que isso ajudou. Ah, mesmo almoçando na escola, ele chega em casa e pede mais.

Filipe teve piolho gente, que desespero que me deu. Infelizmente é algo que pode acontecer, e tivemos uma única experiência. Agora estou bem espertar com isso. Depois conto detalhes de como foi aqui.

Filipe passou a falar seu nome completo. Tem até esse vídeo que foi super acessado na nossa pagina. Até me surpreendi.

Filipe não saiu do jardim 1 escrevendo o nome, mas como eu fui aprender a escrever só quando entrei na escola, não exigi isso dele. Mas ele reconhece as letras, sabe o alfabeto e sabe contar até 30.

Lições de casa no jardim 1 eram poucas, mas tivemos, e compartilhei nas redes sociais que era um sacrifício. Ele precisou de toda a minha paciência do mundo para vencer esses desafios com ele. Às vezes era difícil, mas conseguimos. Rsrs

Filipe ficou doente no período escolar, mas somente um fato eu atrelei à escola, já que no inverno, mesmo antes de ir à escola ele sempre ficou doentinho, mesmo tomando todos os cuidados. Por conta disso, ele teve muitas faltas, mas nada que atrapalhasse.

Então, com base em nossa experiência de iniciar a fase escolar com “mais idade”, essa história que, entrou na escola vai ficar doente, não é uma regra e pode variar de criança para criança.

Sobre tirar fotos e registrar os momentos, não poderia deixar de colocar aqui as fotos das festas temáticas que Filipe participou. Muito amor para a minha vida.

Festa de fim de ano como Homem de Lata, Carnaval e Festa Junina

 

Conclusão: não tenho duvida que fizemos tudo da maneira correta, que a escola atendeu nossas expectativas, foi super parceira em todas as fases do Filipe.

Esse é um resumo de como foi o inicio da fase escolar, de forma tranquila e considero que foi mais uma preparação para esse ano, que será com muito mais desafios, principalmente na parte de leitura e escrita.

Se você leu até aqui, meu muito obrigada por compartilhar comigo desse momento.

Se seu filho iniciará na escola esse ano, desejo que seja tão abençoado quanto foi conosco.

Bjs

Lívia