13 Reasons Why- mães e pais precisam assistir

Fazia tempo que eu não me via tão envolvida com uma série como fiquei com 13 Reasons Why. Desde o dia que assisti a pré estreia do 1° episodio, passei a contar os minutos para o lançamento, passei a pensar mais sobre o assunto e a minha responsabilidade como mãe. A série teve sua estreia dia 31/03, mundialmente na Netflix.

Não terá spoiler, não vou contar nada sobre a série, mas deixa eu explicar para quem ainda não sabe. No início você pode achar que é uma série de adolescentes rebeldes, mas é infinitamente muito mais que isso. Ela vai te fazer pensar sobre a vida, relembrar fatos e atitudes do passado, do presente e reavaliar o futuro. Leia até o fim para entender.

Sinopse:

Inspirada no livro de Jay Asher, a história acompanha o jovem Clay (Dylan Minnette), que recebe um pacote com várias fitas cassetes gravadas por Hannah Baker (Katherine Langford), menina por quem ele era apaixonado e que cometeu suicídio recentemente. Nelas, a jovem lista os treze motivos que a levaram a interromper sua vida. Ele é um deles e precisa passar a mensagem para os demais envolvidos.

Temas abordados: bullying, inclusive virtual, depressão, suicídios, assedio moral, assedio sexual. Além de relacionamentos e diversos tipos de comportamentos.

Já ouvimos falar sobre todos esses assuntos, eles não são novidades para nós, mas eu te pergunto, quando foi que você esteve aberto para debater, refletir e conversar sobre tudo isso? Confesso que, eu como mãe de uma criança de quase 05 anos, e madrasta de um jovem de 19 anos, eu nunca parei para refletir e conversar tão abertamente, não da maneira como aconteceu antes, durante e depois de assistir a série.

Quando terminei todos os episódios de 13 Reasons Why, fiquei com a sensação que a sociedade foge um pouco mesmo desses temas mais complexos. É um assunto tão real, que está tão presente na nossa frente, mas fechamos os olhos para ele. Aliás, foi o que senti também vendo cada família presente na série.

Entendeu o porquê do meu envolvimento com 13 Reasons Why não só como espectadora, mas principalmente como mãe?! Não é muito o gênero que curto para filmes/séries, mas eu fui despertada para o assunto de tal forma que, só sei que valeu a pena cada tempo. Tenho grande responsabilidade como mãe, depende de mim como educar e como passar as informações e alertas ao meu filho. Hoje construímos da maneira mais lúdica, mas ele vai crescer e eu preciso estar preparada não so com as minhas experiências.

Adianto que a série 13 Reasons Why é muito intensa e forte, as cenas são quase que explicitas, mas eu precisei me abrir para esse assunto. Então, para assistir é preciso muita maturidade, logo, não é para qualquer idade, mas eu precisei me abrir. Adoraria que muitos adultos que são responsáveis crianças e jovens também tivessem essa oportunidade, aliás, que isso virasse tema de conversa e discussão entre famílias, pais e filhos, amigos e principalmente escolas, que é um ambiente ainda carente de suporte emocional. Arrisco a dizer ainda que, igrejas que fazem trabalhos com pais e jovens também precisam se abrir para esse assunto. Não tenho duvida que só vai agregar.

Eu poderia te dar 01, 13 ou mais motivos para assistir a série, mas aqui vão alguns dos quais tenho pensado muito:

1-Você pode conhecer alguém que está passando ou passou por algo abordado na série, independente da idade ou grau de relação. A vitima geralmente tem medo de pedir ajuda, medo de se abrir, então, acredito que a série veio justamente para quebrar um tabu desses assuntos, gerar entendimento e abrir o dialogo. É uma oportunidade de reconhecer tais problemas e oferecer auxilio. Você vai identificar claramente isso na série.

2– Conseguiram passar de forma fiel como tudo acontece, o que a vitima e os agressores pensam e como agem. Eu senti como se estivessem contando a historia de alguém que eu conheço, e na verdade, talvez eu conheça muitas Hannahs sim!

3– Ouvimos falar sobre esses assuntos, mas a verdade é que ele é pouco discutido. A série me levou a refletir e a conversar com meu marido e amigos sobre esse tema.

4– Não podemos fechar nossos olhos, não podemos fingir que isso não é real, alguém pode estar pedindo socorro e muitas vezes nem percebemos ou não damos importância. Em um dos episódios você vai se perguntar se você da a importância suficiente.  Um simples ato, uma simples palavra, um simples abraço pode impedir muitos problemas e até mesmo um final trágico. Se você assistir a série, vai entender isso.

5-A série faz pensar sobre o relacionamento que temos com nossos filhos. O quanto conversamos, o quanto olhamos em seus olhos, e que tipo de relacionamento queremos ter com eles no futuro.

6-No meu caso, que tenho um filho pequeno, só reforcei a teoria que, meu dialogo com ele tem que ser cada vez maior, mais aberto e de uma maneira que ele saiba que sempre poderá confiar em nós – mãe e pai. Além disso, se o dialogo for constante, eu sempre saberei quando meu filho precisará de ajuda, ou ao menos desconfiarei, mesmo que ele não fale com todas as letras, ou tente omitir.

7– Tudo o que fazemos e falamos tem algum impacto na vida das pessoas, positivo ou negativo, e a série traz mais essa reflexão. Uma virgula no lugar errado pode ser perigoso.

8– Você vai identificar atitudes das quais você gostaria de evitar como pai/mãe.

9– Vai te fazer entender que toda palavra que declara o amor gera vida, e não pode deixar de ser dita. Não vale a pena economizar.

10– Todo cuidado é pouco ao compartilhar algo na internet, até mesmo comentar ou o que falar por mensagens de textos. Eu já sabia disso, mas eu tivesse esse alerta muito forte dentro de mim em quase todos os episódios.

11– O que posso fazer para ser diferente? Como posso começar a mudança em mim, na minha casa e como ensinar meu filho? Tenho que ter convicção de quais valores quero e devo passar para ele, pois sem nenhuma duvida, isso terá grande reflexo em seu futuro.

Se você leu até aqui, espero que tenha a oportunidade de assistir a série e tirar outras reflexões e lições. Que ela vá além do entretenimento, e que traga discussões e conversas abertas, como trouxe para muita gente em todo o mundo.

Depois da série, indico o documentário feito pelo elenco, equipe de produção e profissionais da área de saúde, onde eles discutem as cenas e abordam essas questões mais complexas.

Série 13 Reasons Why aqui

Documentário 13 Reasons Why – Tentando entender os por quês aqui

Vale a pena saber que, foi criado um projeto que oferece ajuda e apoio emocional em vários locais do mundo, inclusive aqui no Brasil. Para saber mais é só acessar o site e consultar de acordo com a sua localização http://www.13reasonswhy.info/#bra

Deixo aqui o trailer principal e espero que você aproveite o conteúdo.

Bjs

Lívia