Mães Empreendedoras – 14 ideias

Qual mãe nunca desejou conciliar a profissão com a maternidade, sem precisar abrir mão da presença dos filhos, e fazer parte do grupo de mães empreendedoras? Eu já, e muito!! Um sonho.

Quando eu engravidei, trabalhava com marketing de varejo de um shopping em São Paulo, e desde o positivo eu me peguei pensando diversas vezes como iria conciliar. Eu queria continuar trabalhando, mas desejava continuar perto do meu Filipe, principalmente nos 02 primeiros anos. 

Não imaginava o que viria pela frente, então, Filipe nasceu prematuro, ficou quase 3 meses na UTI, operou logo que nasceu, e precisaria de mais duas cirurgias. Sem olhar para trás e sem duvida nenhuma, abri mão da minha profissão para me dedicar exclusivamente à ele. 

A gente não entende o porquê das coisas, eu mesma não entendia tudo quando estava acontecendo, mas sou muito grata por estar com ele exclusivamente não só por dois anos, mas quase 06 anos. Eu não perdi nada nesse tempo, eu só ganhei e muito. 

Enfim, mas mesmo me dedicando à ele, sempre pensei, sonhei e idealizei formas que me permitissem voltar a trabalhar, mas sem eu precisar ficar longe dele. 

Minha área de atuação tem um horário muito louco. Tem hora para entrar, mas não tem hora para sair. Além da nossa família não ter uma rede de apoio, que pudesse nos ajudar nos horários loucos, eu já não tinha mais vontade de voltar a trabalhar fora o dia inteiro. Passei a sonhar com a minha independência e com o meu horário. Foram tantas ideias e sonhos nesses anos. 

Sei que esse não é só o meu desejo, mas de muitas mães. Por isso, trago algumas ideias para mães empreendedoras. 

Dicas: 

  • O ideal é você focar em uma área que já tenha afinidade e que goste 
  • Considere talentos novos. Algo que você já faça porque gosta ou até mesmo por hobby 
  • Considere estudar e aperfeiçoar seus conhecimentos. Hoje em dia isso é possível até online. 

 Para o texto não ficar muito grande, vou voltar mais vezes com conteúdo para mães empreededoras, mas vale lembrar que, é sempre bom pesquisar o mercado de atuação para entender a demanda.  

Vamos às ideias: 

Ilustradora/Design: o mercado de ilustração tem crescido muito, principalmente no nicho materno, mas seu pulico-avo não se limita à esse. Dai pode sair quadrinhos com frases, desenhos, personalizados. Convites, lembranças personalizadas, etc.. 

Revendedora: cosmético ou bijuteria. As vendas podem ser online, ou pessoalmente.  

Secretaria a distancia: não é tão comum de ver, mas existe. A função é a mesma, mas ela só trabalha de casa. Pode ser o tempo parcial ou total. Basta ter o computador e um telefone com um número especifico para esse tipo de trabalho. Geralmente a empresa oferece. A função vai de acordo com a empresa/segmento. 

Artesã: esse é uma habilidade que muitas mulheres descobrem com a maternidade. Adoramos colocar a mão na massa e daí nasce um dom que muitas até desconheciam. As ideias são várias: lembrança de maternidade, sabonetes perfumados. Confecção de acessórios para crianças: laços, tiaras, gravatinhas e afins. Peças e artigos de tricot são super consideradas também, e é grande tendência até com itens de decoração. 

Tradutora ou professora particular: se você tem fluência em outro idioma, essa pode ser uma alternativa para trabalhar no seu horário.  

Doceira: se você manja muito na cozinha e com doces, está aí uma opção que sempre tem demanda. Pode fazer para festas, para lembranças, para a empresa do marido ou de algum amigo. Pode aproveitar as datas comemorativas {dia das mães, pais e namorados, pascoa, natal, dia do amigo, e etc.} e criar algo diferente. Se fizer bolo no potinho e beijinho, mande para eu degustar. 😀

Personal organizer: se você entende muito de organização de bagunças e otimizar espaços, está aí uma opção.  

Redatora: se você escreve bem e tem ótima fluência,  

Planejamento de eventos: se você adora o mundo de eventos, tem habilidade para organizar, sua afinidade pode virar seu negócio. 

Decoração de festas: a mesma descrição do item acima. Conheço pessoas que começaram assim, fazendo seus próprios eventos, e hoje tem um negócio próprio. Tenho uma amiga que começou investindo em mobiliário para locação e hoje ela complementa com docinhos decorativos e outros itens.

Revenda online de produtos infantis: você pode criar uma loja virtual de produtos novos, ou até mesmo se produtos semi novos. Essa segunda opção, você pode inclusive revender produtos de terceiros dentro do seu espaço. Só estudar o nicho e como colocá-lo em pratica. 

Personal Shopper e Organizer: você pode ser aquela pessoa que prepara tudo para a chegada de um bebe. A partir da compra até o enxoval. 

Estética/beleza: sempre têm mulheres querendo se cuidar, e as opções são várias: desgin de sobrancelhas, manicure e pedicure, depilação, e etc. Se tem afinidade com algo desse segmento, vale tentar e criar diferenciais para se destacar. Se atender em casa, pode vir na minha. 😉 

Marmitas, inclusive saudáveis: se tem o dom, é só buscar conhecimento e seguir as regras da vigilância para comercializar suas comidinhas. Você pode fazer sob encomenda de acordo com a necessidade de cada cliente, e até mesmo sugerir seus cardápios. 

Para quem está comigo nas redes sociais, já viu algumas publicações sobre a minha nova profissão. Ainda falarei exclusivamente sobre isso, mas resumindo: estou investindo em um sonho antigo. Em 2015 comprei minha câmera fotográfica para estudar e investir na carreira de fotografa, mas aquele ainda não era o momento, eu ainda não conseguia conciliar com a rotina. Ano passado, entre março/abril meu marido resolveu tirar o pó da câmera e me incentivar. Em maio, resolvi começar a estudar e fui aos poucos. No meu tempo, sem pressa, tentando adaptar a rotina para não me frustrar. Em outubro peguei firme e não parei. Já estou fazendo alguns trabalhos, mas também investindo em estudo presencial, pesado. Logo voltarei a falar mais e a compartilhar meus trabalhos com vocês. Estou criando os canais, mas por enquanto, o que está pronto é o instagram @liviapacheco_fotografia.  

Quero falar mais sobre isso, mas vai ficar para outro post, mas já fico feliz de poder dividir com vocês.

Logo mais, divulgarei, compartilharei e contarei um pouco mais para vocês.

E aí, gostaram do post? Tem mais alguma sugestão para mães empreendedoras? Se tiver, compartilha no comentário.

Beijos!

Lívia Pacheco